Negócios tradicionais com pitadas de inovação

21/08/19
Por: Rinaldo Oliveira

Há muito se diz que um bom prato de feijão com arroz tem o seu valor, e para muitos essa mistura bem temperada e preparada no capricho é mais apreciada que pratos sofisticados, muitas vezes sem essência e sabor. Vivemos num período de intensa gourmetização, que de certa forma é transferido para o mundo dos negócios, na personificação de uma avalanche de startups, que se propõem a resolver as dores do mundo. Mas qual é o ingrediente chave que compõe essa solução? A transformação que ela promove é compreendida pelo mercado e de fato gera valor? Diante dessa provocação, procuro refletir a importância de se valorizar os negócios tidos como tradicionais, que indubitavelmente também precisam se reinventar para se manterem competitivos no mercado.

Dentro dessa discussão, é interessante reconhecermos as características e os efeitos dos diferentes tipos de inovação. É notório quando nos referimos à inovação que quase imediatamente nos venha à cabeça a ideia de inovações tecnológicas radicais, que em alguns casos tem o poder de transformar completamente um mercado, e as relações de força entre os agentes que participam do mesmo. Casos como o Uber, Tesla, Amazon, dentre outros, são ícones que mexem com o imaginário de muitos empreendedores, que de alguma forma se espelham nesses exemplos bem-sucedidos como uma meta a ser alcançada. Sem dúvida esse efeito é positivo e impulsiona a inovação. No entanto, de outro lado, pode-se observar as inovações incrementais, com menores graus de novidade, complexidade e incerteza. Naturalmente, estas também possuem uma menor capacidade de impacto no mercado, e por isso, são muitas vezes menos valorizadas. Porém, no conjunto de ações que vão modelando esse processo, as inovações incrementais exercem uma função muito importante, especialmente em empresas que atuam em mercados com produtos mais tradicionais.

Inovações em produtos tradicionais precisam sempre ocorrer, mesmo que baseadas num processo de melhoria contínua. Sem transformar radicalmente o produto, um pão acrescido de grãos integrais e frutas secas sem dúvida é uma inovação que traz diferenciação e agrega valor. Outra vertente importante é a inovação em processos, que tem efeitos especialmente positivos em empresas com perfil mais convencional. Novas tecnologias aplicadas aos processos de produção, distribuição e marketing, por exemplo, são capazes de tornar esses processos de negócios mais eficientes, promovendo reduções de custos, e melhoria no atendimento aos clientes. Um campo fértil de inovação que tem afetado o mercado de diversos produtos são as novas plataformas de promoção e vendas online, que têm encurtado distâncias, aproximando fornecedores de produtos tradicionais de seus clientes.

De fato, a inovação é um conceito amplo e multifacetado, desenvolvido por meio de um processo que combina métodos científicos e ferramentas gerenciais, bem como criatividade e dedicação para a sua construção. Reconhecer lacunas de produtos e processos em mercados tradicionais é um campo aberto para desenvolvimento de soluções que melhorem o desempenho das empresas, de maneira mais simples, rápida e eficiente. No fundo, retomando a analogia apresentada no início desde ensaio, o importante é que a inovação tenha essência e sabor, capazes de saciar e conquistar aqueles que a experimentam.

 

Clique aqui para baixar o ensaio em PDF.